Sábado, 18 de agosto de 2018   
 
 
 
 


Dia 09 de junho de 2018, a partir das 8h30

Semana do Meio Ambiente:
No sábado o Parque do Povo será cenário de várias ações que alertam para o descarte irregular do lixo e para a situação do Rio Pinheiros

A realização do evento está a cargo dos Movimentos Limpa Brasil e Volta Pinheiros, co-realização do Awaken Love e apoio da Secretaria do Verde e Meio Ambiente da capital

Próximo sábado, 09/06, a partir das 08:30hs - Parque do Povo

Concentração próxima a Marquise ao lado do Parque Infantil, acesso pelos portões 1 e 2

Ao final do release informações detalhadas das atividades

Apenas 2,5% das 3,5 milhões de toneladas de resíduos produzidas pela cidade de São Paulo são recicladas por ano. Em 2017, por exemplo, foram apenas 85 mil toneladas. Isso sem contar a enorme quantidade de lixo que acaba indo parar em terrenos baldios, ruas, córregos e rios. O nosso sofrido e poluído Rio Pinheiros é testemunha desse descaso. O pior é que muitos desses materiais descartados poderiam gerar emprego e renda, mas na verdade apenas contribuem para causar doenças, inundações e problemas ambientais.

O Limpa Brasil e o Volta Pinheiros organizaram uma série de atividades para adultos e crianças para chamar a atenção para essa triste realidade.

As atividades terão início a partir das 08:30hs da manhã no Parque do Povo, região oeste da capital paulista, próximo à Marginal Pinheiros. Estão convidados à participar das ações os frequentadores do parque, estudantes da FMU, alunos de ensino fundamental da Escola Municipal Alcides Gonçalves Etchegoyen Gen e colaboradores do CIEE

Veja mais abaixo a descrição de todas atividades.

A maior concentração se dará na abertura oficial e a partir das 11h na cápsula do tempo. Neste momento centenas de alunos de escolas da região vão escrever em faixas sobre como querem ver o Rio Pinheiros.

Durante a concentração dos estudantes e demais participantes da atividade serão repassadas orientações sobre como coletar os resíduos e também sobre a importância dessa ação para a vida de todos e por um meio ambiente mais saudável e equilibrado. Para Edilaine Muniz, coordenadora do Limpa Brasil, atos como esse realizados em vários locais do Brasil tem o objetivo de: "despertar a consciência das pessoas e começar a fazer uma mudança real tanto de hábitos de consumo como na maneira que enxergam os materiais que são descartados".

Sobre o Limpa Brasil-Let's do it!
A proposta do Movimento Limpa Brasil - Let's do it! é criar uma nova cultura com relação ao descarte correto do lixo, além de incentivar a sociedade a limpar e manter as cidades limpas. Por esse motivo, um dos pontos mais importantes do evento é o envolvimento das escolas municipais, com a realização de palestras e seminários, dinâmicas de grupo e gincanas, capacitação de professores e a estruturação dos pontos de coleta de materiais recicláveis durante a semana de mobilização. Esse movimento gera um engajamento da comunidade local e incentiva a transformação de alunos, pais, parentes e profissionais envolvidos em agentes de mobilização, que alertam sobre os malefícios do descarte incorreto do lixo.

Programação:

8h30 Concentração
9h00 Abertura Oficial
9h30 - 11h atividades educativas
11h - Concentração intervenção Faixas
12h00 Finalização atividades - Enterramento Capsula do Tempo

Espaço do evento

 

Atividades:

1. Trilha da Reciclagem (Jardim dos sentidos) Trecho do Ratão:
Esconder resíduos, em um determinado trecho/trilha a ser percorrida, do parque de diferentes tipos, tamanhos e cores. As crianças passarão em silêncio por este local, observando e contando mentalmente quantos resíduos conseguir ver. Após observação, retornar ao local e recolher o lixo do chão. Feito isso, tirar um momento para a reflexão das consequências que o resíduo descartado incorreto traz ao meio ambiente / Rio Pinheiros e também, estimular os estudantes a pensarem no que os materiais coletados podem ser transformados.

2. Arte / Pintura (Capivarinha):
Atividade na qual, os participantes pintarão o desenho da Capivarinha.

3. Minhocário:
Breve exposição de como produzir um minhocario e quais seus benefícios. Distri-tribuição de minhocas para o público presente.

4- Gincana:
Giscana e reflexão da reciclagem. Alunos correrão e se divertirão com ações educativas sobre reciclagem e descarte correto.

5- Cápsula do Tempo:
Como você quer o Rio Pinheiros em 2020? Compartilhe conosco e em 2020 saberemos quais os avanços. Compartilhe ainda nas redes sociais seu desejo.

6 - Palestra ODS:
Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Abordar sobre as metas e objetivos que as ODS trazem e relacionar com o descarte correto dos resíduos

7 - Panorama da reciclagem:
Bate papo sobre o panorama da reciclagem no Brasil e em São Paulo. A interferência da falta de implementação de políticas públicas na logística reversa e as consequência do descarte incorreto nos rios e mares.

8- Tour no Parque
Passeio para conhecer o Parque e o funcionamento das áreas.

10. Mapeamento
App Mundial - World Clean Up Day - lançamento do mapeamento na cidade de São Paulo. Faremos mapeamento ao redor do Parque.

11. Mutirão de limpeza
Mutirão de limpeza no entorno do Parque.

Informações para a Imprensa:
Reinaldo Canto
reicanto@gmail.com e telefone: 11 9 9976-1610




29 de maio de 2018

WORKSHOP PARA IMPRENSA: CÓDIGO FLORESTAL, A LEI PEGOU!

Na manhã de terça-feira, dia 29 de maio de 2018, o Observatório do Código Florestal (OCF) realizará o workshop “Código Florestal, a Lei que pegou!” será voltado à imprensa e abordará a visão da sociedade, o passado, dados atuais e propostas para o futuro da Lei de proteção da vegetação natural brasileira. O evento é gratuito e as inscrições já estão abertas no site do OCF.

Criado em maio de 2013, por 7 ONGs e hoje com 28 membros, o Observatório tem como objetivo monitorar a implementação da nova Lei Florestal em todo o país, na tentativa de mitigar os aspectos negativos do novo Código e evitar novos retrocessos. Além de gerar dados, informações e análises, promover a transparência e aumentar o potencial de debates informados sobre o novo Código Florestal dentro da sociedade, o Observatório reúne e divulga informações sobre a regularização ambiental das propriedades rurais no Brasil.

Há pouco tempo, o Supremo Tribunal Federal decidiu sobre pontos polêmicos da Lei Ambiental, impactando diretamente o agronegócio e as florestas brasileiras. Um deles foi a “anistia” conferida aos proprietários rurais que desmataram ilegalmente até 2008. Porém, os prazos do Código Florestal para 2018 se mantém, como é o caso do Cadastro Ambiental Rural e dos Programas de Regularização Ambiental dos Estados. Segundo Roberta del Giudice, Secretária Executiva do Observatório, “estamos com uma nova janela de oportunidades de implantação do Código Florestal aberta, resta saber se vamos aproveitar a oportunidade de conduzir a produção agrícola brasileira a um patamar de sustentabilidade para conquistar novos mercados e atender a exigências de mercados mais exigentes ou se vamos comprometer a produção nacional exaurindo os insumos necessários à produção, como água, solo, biodiversidade”.

Para aproveitar bem essa oportunidade é preciso conhecer bem dados desse cenário. Essa é a tônica do encontro, destinado a membros das imprensa, estudantes de jornalismo e profissionais de comunicação.

Dia: Terça-feira, 29/05/2018

Horário: 09h às 13h

Local: Hotel Renaissance São Paulo (Alameda Santos, 2233 – Cerqueira César, São Paulo – SP)

Faça sua inscrição clicando aqui!

Programação:

08:30h – 09:00h: Café da manhã de boas-vindas

09:00h – 10:00h: Dados sobre o Código Florestal para formular políticas e ações da sociedade

Como a sociedade enxerga o Código Florestal: resultados de uma pesquisa

Cristina Amorim (IPAM)

Conheça os resultados da pesquisa “Consumo e o Código Florestal”, orientada pelo Ipam e realizada pelo IBOPE e a Rede Conhecimento Social, nas 5 regiões do País, para identificar como a sociedade percebe o Código Florestal.

O Termômetro do Código Florestal

Laura Braga (IPAM)

Informações sobre o cumprimento dos principais instrumentos da Lei Florestal na palma da mão, em qualquer lugar – esse é o objetivo do Termômetro do Código Florestal, um aplicativo montado de forma colaborativa por membros do Observatório do Código Florestal

Apresentações e debate

10:00h – 10:40h: Uma breve história do Código Florestal

Ely Bergo de Carvalho

Raoni Rajão (UFMG/Lagesa)

Roberta del Giudice (Observatório do Código Florestal)

Em “Uma breve História do Código Florestal – Parte 1“, os autores apresentam de forma concisa, a história da legislação florestal brasileira, desde suas raízes em Portugal até 1972. O livro explora uma questão transversal, com relevância nas discussões atuais: a não implantação efetiva da Lei, e questiona: seriam os Códigos de 1934 e 1965 ideias fora do lugar? Descoladas da realidade e demandas da população brasileira? Uma história do passado que pode ajudar a mudar o futuro.
Lançamento do livro virtual e filme.

Vídeo e bate-papo com os autores

10:40h – 12:00h: Cenários e propostas futuras

ImplantaCF

Gerd Sparovek (ESALQ/USP)

Que tal um projeto que componha com diversos atores para um foco específico: implantar o Código Florestal? O ImplantaCF é essa proposta, democrática e com forte embasamento científico, para a promoção de restauração florestal de forma eficiente, compatibilizando ganhos ambientais e sociais, com a atividade econômica.

Oportunidades e desafios de conservação na regularização ambiental das propriedades rurais

Frederico Machado (WWF – Brasil)

Vivemos um grande desafio para a regularização ambiental das propriedades rurais no Brasil. O país tem um passivo de cerca de 20 milhões de hectares de áreas desmatadas em Reservas Legais de imóveis rurais, que precisam ser recuperadas ou compensadas. Porém, nesse desafio há uma grande oportunidade: recuperar ou compensar em áreas prioritárias para a conservação, gerando ganhos econômicos, ambientais e sociais.

A implementação do Programa de Regularização Ambiental em São Paulo

Roberto Resende (Iniciativa Verde)

O Programa de Regularização Ambiental (PRA) do Estado de São Paulo está travado judicialmente. Com o julgamento do STF das Ações que questionavam o Código Florestal federal, diversos temas levantados no questionamento da Lei Florestal Paulista já foram analisados. Agora, é preciso superar o impasse atual e compor com os diversos setores envolvidos na implantação da Lei, produtores, sociedade, ambientalistas, cientistas e poder público. Além do grande déficit de vegetação nativa em São Paulo, a importância do PRA paulista não se encerra nos limites do estado. Suas diretrizes podem influenciar tomadas de decisões em todo o País, especialmente nos Biomas Mata Atlântica e Cerrado. A definição dos critérios para aplicação da Lei deve garantir o melhor ganho ambiental e social, aliado às questões econômicas, para que, caso essa influência venha a se confirmar, que seja positiva.

Apresentações e debate

12:00h – 12:30h: Comunicar bem para implantar a Lei

Cartilha Caminhos Sustentáveis da Pecuária

Amigos da Terra – Amazônia Brasileira

Dialogar com o produtor rural para facilitar e difundir a compreensão das normas do Novo Código Florestal, por meio de uma linguagem simples, esse é o objetivo do trabalho desenvolvido pela Amigos da Terra – Amazônia Brasileira. A Instituição,desde 2012, trabalha com o setor agropecuário, buscando diálogos para implementação da legislação ambiental vigente e novos padrões de compra no mercado consumidor.
No Workshop, será lançada a Cartilha Caminhos Sustentáveis da Pecuária, uma ferramenta voltada ao produtor que deseja se regularizar, produzir de modo sustentável e atender ao consumidor que busca por produtos livres de desmatamento.

Florestas e o papel da Comunicação

Reinaldo Canto (Envolverde, Carta Capital)

O desafio de colocar na pauta da sociedade a proteção das florestas, como condição primordial para o nosso futuro, é cada vez mais urgente. Se a perda da biodiversidade já deveria ser suficiente para sensibilizar jornalistas, as mudanças climáticas e a crise hídrica evidenciam ainda mais a necessidade da preservação e da recuperação florestal, cabendo aos nossos veículos de comunicação abordagens permanentes.

Apresentações e debate

13:00h: Debate e considerações finais

Contamos com a sua presença!



25 de abril de 2018

Envolverde Convida é uma realização do Instituto Envolverde, organização da sociedade civil que
fez do jornalismo sua principal ferramenta para estimular o diálogo social sobre a sustentabilidade.

A ECONOMIA DA BIODIVERSIDADE

DATA: 25 de ABRIL de 2018

HORÁRIO: 10h às 12h

LOCAL: UNIBES CULTURAL- Rua Oscar Freire, 2500 – ao lado do metrô Sumaré – Sumaré, São Paulo

Estacionamento Conveniado – Rua Oscar Freire, 2.61

COMO CHEGAR

 

O Brasil é um dos maiores produtores de biomassas do mundo, alimentos, insumos industriais, biocombustíveis e mais uma infinidade de produtos que vêm da biodiversidade da fauna e da flora. Esse cenário pode reposicionar o país como um dos principais players do mercado global deste século.

O agronegócio é uma das alavancas do atual momento econômico, mas pode ser muito mais do que um simples exportador de commodities com pouco ou nenhum valor agregado.

PROGRAMAÇÃO

9h30 Credenciamento

10h00 Abertura

10h20 Diálogo
José Penido – presidente do Conselho da Fibria (a confirmar) a confirmar
Elizabeth Farina – Presidente da Única (União da Indústria de Cana de Açúcar) a confirmar
Dal Marcondes – jornalista, presidente do Instituto Envolverde
Reinaldo Canto – jornalista, presidente do Conselho do Instituto Envolverde
12h00 Encerramento

CONTATO
Ana Maria Vasconcellos
e-mail: convida@envolverde.com.br
Telefones:São Paulo 11 3034-4887
Celular 11 99974-1191




30 de novembro de 2017

 

Conexão CDP 2017

Data: 30 de novembro

Local: Teatro Vivo - Av. Dr. Chucri Zaidan, 2460 - Vila Cordeiro, em São Paulo

Horário:

8h30 - 13h30 - atividade aberta ao público geral
13h30 - 15h - atividade exclusiva para as empresas inscritas na rodada de negócios

Inscrições: https://goo.gl/seZsjb

#ConexaoCDP #EconomiaEmTransicao

 


04 de outubro de 2017

Vamos conversar sobre O Futuro das Cidades, série de diálogos promovida
pela Envolverde, em parceria com a Unibes Cultural e a CartaCapital.

Inovação & Sustentabilidade

A economia baseada no uso intensivo de recursos ambientais precisa ser transformada com urgência em uma economia baseada em valores humanos e naturais, sem com isso perder a capacidade de oferecer bens e serviços para uma população crescente. Envolverde convida de outubro traz dois dos personagens mais inovadores no cenário brasileiro da sustentabilidade. Ricardo Voltolini, criador da Ideia Sustentável e do revolucionário projeto “Lideranças Sustentáveis”, e André Palhano, realizador da brilhante Virada Sustentável, que começou em São Paulo e está viralizando pelo Brasil. Venha conversar sobre Inovação & Sustentabilidade com pessoas que transformaram esses conceitos em projetos incríveis e revolucionários. Com a mediação do jornalista e diretor do Instituto Envolverde Dal Marcondes

Data: 04 de Outubro de 2017

Horário: 10:00 as 12:00

Local: Unibes Cultural – Metro Sumaré – Linha Verde
Rua Oscar Freire, 2500 – São Paulo – SP

PROGRAMAÇÃO

10h00 Abertura

10h20 Roda de Conversa

Ricardo Voltolini – jornalista e diretor-presidente da consultoria Ideia Sustentável
André Palhano – jornalista e fundador da Virada Sustentável
Mediação: Dal Marcondes – diretor de redação do Portal Envolverde

12h00 Encerramento

 

16 de agosto de 2017

 

19 de junho de 2017

 

8 de março de 2017

Palestra COP: Conhecer e entender a importância
das conferências climáticas em tempos de aquecimento global

Muito tem se falado das Mudanças Climáticas e do Aquecimento Global e no âmbito dessas discussões todos os anos ocorre um encontro mundial chamado, em sua sigla, de COP – Convenção das Partes das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.

Apesar de sua importância, em geral, as pessoas não estão familiarizadas com os termos, siglas e até mesmo o alcance e importância desses encontros globais.

O objetivo desta apresentação é situar o leigo para o significado dessas COPs e o alcance de suas decisões capazes de determinar o futuro da humanidade.

Por meio de imagens, explicações didáticas e uma boa conversa, iremos abordar o histórico das conferências climáticas, seus desafios, obstáculos, curiosidades e até mesmo seus bastidores.

Vagas: 100

Facilitação: Reinaldo Canto, jornalista há 36 anos com passagens pelas principais emissoras de televisão e rádio do Brasil; foi diretor de comunicação do Greenpeace Brasil e coordenador de comunicação do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente. Foi correspondente da revista Carta Capital, da agência Envolverde e de diversas mídias ambientais na COP-15 em Copenhague. Participou da Conferência sobre Desenvolvimentos Sustentável, a Rio+20 e foi também correspondente na COP 21 em Paris da Envolverde e da revista Carta Capital, além de publicar matérias no Blog do Planeta, da revista Época. No ano passado foi correspondente na COP22 no Marrocos (Marrakech/novembro de 2016) pela Envolverde e pelo Projeto Cásper Líbero na COP22.

Atualmente é Consultor do SEBRAE na área de Sustentabilidade e Políticas Públicas, colunista da Carta Capital (coluna: Cidadania & Sustentabilidade - www.cartacapital.com.br); colaborador e parceiro da Envolverde (www.envolverde.com.br); consultor e assessor de imprensa da Iniciativa Verde (e membro do Conselho Fiscal da organização), Consultor e palestrante.

Coordenação: Mirna Salazar Camacho

Público: estudantes, profissionais e interessados no tema.

Dia: 8 de março de 2017, quarta feira.

Horário: das 19h às 22h.

Local: Sede da UMAPAZ – Parque Ibirapuera. Av. Quarto Centenário, 1268.

Pedestres: Portão 7A.

Estacionamento: Portão 7 da Av. República do Líbano (Zona Azul).

Inscrições: aqui

Qualquer alteração na atividade será informada via e-mail aos inscritos.

 

8 e 14 de março de 2017




Vamos ao cinema? Este filme precisa do seu apoio para ser exibido. Além de ser muito bom, o filme compensou suas emissões com a Iniciativa Verde e recebeu o selo Carbon Free!!




Lua em Sagitário, 08/03/2017
Espaço Itaú Pompéia, São Paulo
https://kinorama.co/sessoes/000600562017030819/

Lua em Sagitário, 08/03/2017
Espaço Itaú Botafogo, Rio de Janeiro
https://kinorama.co/sessoes/000600212017030819/

Lua em Sagitário, 14/03/2017
Espaço Itaú Augusta Anexo, São Paulo
https://kinorama.co/sessoes/000600362017031419/

 

14 de dezembro de 2016, 10h às 12h

Envolverde Convida é um projeto de realização do Instituto Envolverde, organização da sociedade civil que fez do jornalismo sua principal ferramenta para estimular o diálogo social sobre a sustentabilidade.

Em 2016 e 2017 realizaremos a série de eventos “O Futuro das Cidades”, com o principal objetivo de trazer à tona temas estruturais para a construção de uma sociedade socialmente mais justa, ambientalmente responsável e economicamente relevante.

Especialistas e sociedade podem dialogar, trocar informações e construir conhecimentos em áreas relevantes para que o Brasil possa atingir metas em compromissos como o Acordo de Paris (COP21) e os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O FUTURO DAS CIDADES
Como você vai viver neste século

Data: 14 de Dezembro de 2016
Horário: 10:00 as 12:00
Local: Unibes Cultural - Metro Sumaré - Linha Verde
Rua Oscar Freire, 2500 - São Paulo - SP

Programação

10h00 – Abertura e credenciamento

10h10 – Mensagem de Boas Vindas (UNIBES Cultural e Instituto Envolverde);

10h20 – Fala de Inspiração

- Ermínia Maricato - Arquiteta e urbanista. Mestre, doutora, livre docente e profa. Titular aposentada da USP

10h40 – Roda de Conversa

- Ermínia Maricato - Arquiteta e urbanista. Mestre, doutora, livre docente e profa. Titular aposentada da USP

- Rodrigo Perpétuo - Secretário-Executivo do ICLEI--Governos Locais pela Sustentabilidade

- Diego Conti - Especialista em Cidades e pesquisador do Núcleo de Estudos do Futuro da PUC-SP. Ouvidor geral da CEAGESP e diretor de relações institucionais da Abraps

- Mediação: Dal Marcondes - Diretor de redação Portal Envolverde

12h00 – Encerramento

Palestrantes

Rodrigo Perpétuo
Secretário-Executivo do ICLEI para América do Sul

É Mestre em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), e formado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Tem especializações em gestão de negócios pela Fundação Dom Cabral e em Cooperação Descentralizada pela Universidade Aberta da Catalunha. Ao longo de sua trajetória profissional, acumulou experiências no setor privado, trabalhando com gestão de negócios, tecnologia e educação internacional; na academia, como professor de Relações Internacionais; e no setor público.

Iniciou sua experiência com a gestão pública a convite da Prefeitura de Belo Horizonte, cidade Membro do ICLEI, em 2005, para estruturar e chefiar a Secretaria de Relações Internacionais. À frente da Secretaria Municipal, Perpétuo desempenhou o papel de secretaria executiva da Rede Mercocidades, rede que trabalha pela participação das cidades sul-americanas nos processos de integração regional, presidiu o Fórum Nacional de Secretários e Gestores Municipais de Relações Internacionais (Fonari) de 2011 a 2013, e participou de outras redes temáticas e associações globais, como a Associação Internacional das Cidades Educadoras, e o Centro Iberoamericano de Desenvolvimento Estratégico Urbano. Durante seu trabalho na Prefeitura de Belo Horizonte, coordenou a realização do Congresso Mundial ICLEI, em 2012.

Em 2015, foi convidado para chefiar a Secretaria de Relações Internacionais do Estado de Minas Gerais. Atualmente, é Secretário-Executivo do ICLEI- Governos Locais pela Sustentabilidade para América do Sul

Ermínia Maricato
Arquiteta e Urbanista

Arquiteta e urbanista. Mestre, doutora, livre docente e profa. Titular aposentada da USP

Profa visitante da University of British Columbia do Canadá e da Witwatersrand University da Africa do Sul.

Secretária de Habitação e Desenvolvimento Urbano do Município de São Paulo 1989/92

Coordenadora do Curso de Pós Graduação da FAUUSP - 1988/2002

Defendeu a Proposta de Iniciativa Popular de Reforma Urbana junto à Assembleia Nacional Constituinte

Formulou a proposta de criação do MCidades e foi Ministra Adjunta das Cidades - 2003/2005

Participou do Conselho de Pesquisa da USP 2007

Autora de 8 livros 3 dos quais na 7. Edição

Membro do Conselho da Cidade de São Paulo

Diego Conti
Especialista em Cidades e pesquisador do Núcleo de Estudos do Futuro da PUC-SP. Ouvidor geral da CEAGESP e diretor de relações institucionais da Abraps

Pesquisador e professor de pós-graduação da Fundação Instituto de Administração (FIA), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) e pesquisador do Núcleo de Estudos do Futuro da PUC-SP.

Atualmente é assessor da presidência da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP).

Doutorando em administração com foco em 'governança local e cidades sustentáveis' pela PUC-SP e pela Leuphana Universität Lüneburg na Alemanha. Já participou e ministrou seminários, treinamentos e palestras em conferências e eventos em mais de 100 cidades pelo Brasil, na Europa – Alemanha, Holanda, Áustria, Suíça e Finlândia – e na Ásia – China e Japão. Recentemente conduziu um estudo em cinco países da Europa e falou sobre os primeiros resultados em uma Conferência da ONU-Habitat em Guadalajara no México (nov/15).

Atuou em um programa de desenvolvimento local na África, capacitando os governadores de Angola na área de cidades inteligentes. Além disso, recebeu um treinamento em Mudanças Climáticas com o ex-vice-presidente americano, Al Gore, nos Estados Unidos e integra a rede mundial de líderes do "Climate Reality Project". Dentre os diversos trabalhos de consultoria e treinamento, desenvolveu ações com a FIESP, a FIEMG, o Programa Brasileiro de Cidades Sustentáveis, a Hiria, CVC, Prefeitura de São Paulo, Grupo Brasil Treina, Ideia Sustentável, Oyster, Editora Brasileira e diversas outras empresas de pequeno e médio porte.

Possui ainda um background profissional diversificado com atuações em empresas, organizações do terceiro setor e em diferentes níveis do governo brasileiro.

 

Dal Marcondes
Jornalista Mediador

Jornalista, diretor presidente do Instituto Envolverde e fundador e diretor do Portal Envolverde, editor do Projeto TERRAMÉRICA, realizado com o apoio do Banco Mundial. Passou por diversas redações da grande imprensa paulista, como Agência Estado, Gazeta Mercantil, Revistas Isto É e Exame como repórter e editor de Economia e Finanças.

Desde 1998 dedica-se à cobertura de temas relacionados ao meio ambiente, educação, desenvolvimento e sustentabilidade empresarial. Recebeu por duas vezes o Prêmio Ethos de Jornalismo, recebeu o Prêmio Ponto de Mídia Livre, do Ministério da Cultura, e é reconhecido como um “Jornalista Amigo da Infância” pela agência ANDI.

É consultor em Gestão do Conhecimento em Sustentabilidade e membro do Grupo de Trabalho do Anexo Brasileiro da Global Reporting Iniciative (GRI) e correspondente em São Paulo da Agência Inter Press Service (IPS Roma/It).
Editor e autor de diversas publicações sobre economia sustentável e desenvolvimento humano, autor do livro “Cinco Anos do ISE”, feito para a BM&FBovespa.
Presidente da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental e vice-presidente da Associação Profissão Jornalista.

 

15 de setembro de 2016, 9h às 18h

Resíduos sólidos: Oportunidades e desafios

Programa Nacional de Resíduos Sólidos: saiba a melhor forma de se adaptar a
esta recente realidade brasileira e de trabalhar com os novos nichos de negócios

Carga Horária: 8 horas

Programação
Instituída pela Lei nº 12.305/2010, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) é bastante atual e contém instrumentos importantes para permitir o avanço necessário ao país no enfrentamento dos principais problemas ambientais, sociais e econômicos decorrentes do manejo inadequado dos resíduos sólidos. A legislação prevê, por exemplo, a prevenção e a redução na geração de resíduos, tendo como proposta a prática de hábitos de consumo sustentável.

Neste treinamento, serão levadas ao conhecimento dos participantes as ferramentas que abrirão oportunidades profissionais para novos nichos de negócios. Para fazer parte deste cenário, será preciso entender e ser capaz de se adaptar a essa nova realidade – independentemente de qual seja o setor de atuação: público, privado ou Terceiro Setor.

Conteúdo Programático

Panorama do consumo de matérias-primas

  • Esgotamento dos recursos naturais
  • Análise da situação das reservas de matérias-primas
  • Consumo exagerado de insumos básicos

Desperdício e armazenamento de lixo

  • Sociedade do consumo e do descartável
  • Materiais reutilizáveis e/ou recicláveis
  • O colapso do armazenamento de lixo nas grandes cidades

Conhecendo as origens de um produto

  • Ciclo de vida e cadeia produtiva
  • Consequências atuais dos descartes irresponsáveis
  • Logística reversa e seus benefícios
  • Panorama geral da coleta seletiva

A Lei dos Resíduos Sólidos

  • Histórico da aprovação da PNRS
  • Principais pontos e desafios (setores público e privado e Terceiro Setor)
  • O que e quando deverá ser implementada
  • Responsabilidade compartilhada
  • As leis internacionais para a área de resíduos sólidos

Novos negócios / novas oportunidades

  • Empreendedorismo em alta
  • Planos de manejo
  • Projetos em parceria com o poder público
  • A industrialização dos resíduos
  • O futuro conectado aos projetos de desenvolvimento limpo


Dia 24 de junho de 2016, 19h

Dia 13 de maio de 2016, das 9h às 13h
 

2011 ~ 2018 - EcoCanto21
Reinaldo Canto
Todos os direitos reservados - www.ecocanto21.com.br
18 usuários online

Desenvovido por Tecnologia